Mails para a minha Irmã

"Era uma vez um jovem vigoroso, com a alma espantada todos os dias com cada dia."

"Com Amor," – Documento 67

Deixe um comentário

Oi miúda,

Eu percebo a tua preocupação com os filhos, mas eles estão uns homens, hão-de compreender que o amor e a atracção entre duas pessoas se podem manifestar de muitas formas diferentes. Ou é censurável porque passou a ser entre duas pessoas do mesmo género?…

Pensa assim, quando ainda estavas com o Alberto e tinhas uma segunda vida com o Rui, vivias uma situação mais censurável e, no entanto, viveste-la em nome do Amor. E acho que fizeste muito bem. Era o teu caminho e a tua aprendizagem. Mas, se isto for alguma coisa, amor, por exemplo, porque razão há-de ser mais censurável?

Café na “Tendinha” logo à noite? Não posso antes das 21h.

Bj.

Madalena.

Anúncios

Autor: mailsparaaminhairma

Desenho ilusões com palavras. Sinto com palavras. Expresso com palavras. Escrevo. Sempre. O resto, ou é amor, ou é a vida a consumir-me! Há tão poucas coisas que valem a pena um momento de vida. Há tão poucas coisas por que morrer. Algumas pessoas. Outras tantas paixões. Umas quantas ilusões. E a escrita. Sempre as palavras... jpvideira https://mailsparaaminhairma.wordpress.com

Este é um blogue de fruição do texto. De partilha. De crítica construtiva. Nessa linha tudo será aceite. A má disposição e a predisposição para destruir, por favor, deixe do lado de fora da porta.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s