Mails para a minha Irmã

"Era uma vez um jovem vigoroso, com a alma espantada todos os dias com cada dia."

Antes do Tempo

6 comentários

523d2-manos-2

Antes do Tempo

Antes da memória.
Antes da penumbra no olhar.
Antes da história
E de termos de explicar.
Antes de morrer a inocência.
Antes de termos cuidado.
Antes do nosso futuro
Não ter passado.
Antes de um dia aziago.
Antes de uma lágrima corrida.
Antes do ritual fúnebre
Que marcou a nossa vida.
Antes do tempo
Em que não havia tempo
Antes de quase tudo
Ser só um momento.
Antes desse tempo,
Tu eras menina
E bailava no teu olhar
O brilho de um sorriso.
Antes desse tempo,
Era um gesto conciso.
E absoluto.
Era das tuas palavras
Que eu bebia a vida,
Era da tua vida
Que eu marcava a partida.
E a chegada.
Antes desse tempo,
O tempo era tudo
E a fortuna era nada!

jpv
À minha Mana

Anúncios

Autor: mailsparaaminhairma

Desenho ilusões com palavras. Sinto com palavras. Expresso com palavras. Escrevo. Sempre. O resto, ou é amor, ou é a vida a consumir-me! Há tão poucas coisas que valem a pena um momento de vida. Há tão poucas coisas por que morrer. Algumas pessoas. Outras tantas paixões. Umas quantas ilusões. E a escrita. Sempre as palavras... jpvideira https://mailsparaaminhairma.wordpress.com

6 thoughts on “Antes do Tempo

  1. Olá João Paulo! O tempo passa e leva e traz coisas, pessoas e momentos. Traz sonhos e pesadelos e depois transforma-os em meras recordações. É o nosso pior inimigo ou o nosso melhor aliado. Raramente passa devagar, para mim é uma vertigem!

    Vou deixar aqui um bocadinho do meu tempo. Beijinhos.

    A vida é um momento.

    A vida é um momento,
    Uma curta jornada.
    Agarras-te ao tempo
    Quando o tempo é nada.
    Um jogo de sorte,
    Entre a caça e o caçador,
    Onde vence o mais forte
    Raramente o melhor.
    Um corredor de portas fechadas,
    Um labirinto de portas abertas.
    Onde quem entra na porta errada
    Jamais encontra a saída certa.

    Fernanda

    Gostar

  2. Olá, amigo. Há vantagens nas tecnologias: tanto nos afastam como nos aproximam. Como tudo na vida: paradoxal!

    Partilho contigo, mas não tenho a tua iluminação. Mas a amizade é isto: partilhar o que é nosso (bom ou mau…)

    “O tempo balança,
    Preso no próprio tempo.
    Este é o tempo: o que não é nosso!
    Fugidia a hora, quero agarrá-la…
    Corro atrás dela,
    E nessa corrida perco o tempo e
    Perco-me no tempo.
    Esqueci o passado.
    Esqueci o presente.
    Não agarro o futuro.
    O tempo balança,
    Balança, preso no balançar…
    …………………………………….
    Que música suave para dançar!”

    Um beijo,
    Maria Augusta Torcato

    Gostar

  3. Senti o tempo escorrer entre os versos… e o amor que te une à tua Mana brilhar…

    Gostar

Este é um blogue de fruição do texto. De partilha. De crítica construtiva. Nessa linha tudo será aceite. A má disposição e a predisposição para destruir, por favor, deixe do lado de fora da porta.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s