Mails para a minha Irmã

"Era uma vez um jovem vigoroso, com a alma espantada todos os dias com cada dia."

Short Stories – Devoção

Deixe um comentário

short stories sex sensualityShort Stories – Devoção

Ele rondou-a. Andou tenteando o caminho. Farejando a brecha. Mas ela fechou-lhe as portas. Barrou-lhe a passagem. E ele sem perceber, como é normal nos machos. E, como que para não vir de lá arranhado, deixou de rondar-lhe as saias. E, do nada, como chuvada de verão, dias passados, sóis vencidos, ela aproximou-se, sem pedir licença, ajoelhou-se diante dele, abriu o que tinha de abrir, segurou o que tinha de segurar, em devota posição, sensual movimentação, de ritmo marcado pela mão dele segurando o cabelo crespo dela junto à nuca. E ali ficou devoto da devoção dela. Sugando o momento, sorvendo cada segundo, sempre sem perceber. Já se tem ouvido falar disto. Machos comandando comandados!

jpv

Advertisements

Autor: mailsparaaminhairma

Desenho ilusões com palavras. Sinto com palavras. Expresso com palavras. Escrevo. Sempre. O resto, ou é amor, ou é a vida a consumir-me! Há tão poucas coisas que valem a pena um momento de vida. Há tão poucas coisas por que morrer. Algumas pessoas. Outras tantas paixões. Umas quantas ilusões. E a escrita. Sempre as palavras... jpvideira https://mailsparaaminhairma.wordpress.com

Este é um blogue de fruição do texto. De partilha. De crítica construtiva. Nessa linha tudo será aceite. A má disposição e a predisposição para destruir, por favor, deixe do lado de fora da porta.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s