Mails para a minha Irmã

"Era uma vez um jovem vigoroso, com a alma espantada todos os dias com cada dia."

Short Stories – Fast Food Sex

2 comentários

Short Stories Sex Sensuality Not Obvious

Short Stories – Fast Food Sex

Do atrevimento no olhar, ela ainda gostou. Das palavras a voar, não se importou. Mas quando a despi, num streap-tease mental instantâneo, em que minhas mãos voavam a rasgar-lhe a blusa e a expor os seios deliciosos à luz, o meu arfar enchia a sala, mesmo por cima do ruído das fotocopiadoras, no momento em que a renda da lingerie cedia a um puxão vigoroso, ela olhou-me, enfiado num fato cinzento, com uma pasta de documentos na mão, e disse como se tivesse visto: Mais devagar, mais devagar que o fast food faz mal à saúde!

jpv

Advertisements

Autor: mailsparaaminhairma

Desenho ilusões com palavras. Sinto com palavras. Expresso com palavras. Escrevo. Sempre. O resto, ou é amor, ou é a vida a consumir-me! Há tão poucas coisas que valem a pena um momento de vida. Há tão poucas coisas por que morrer. Algumas pessoas. Outras tantas paixões. Umas quantas ilusões. E a escrita. Sempre as palavras... jpvideira https://mailsparaaminhairma.wordpress.com

2 thoughts on “Short Stories – Fast Food Sex

  1. …e, como todo menino apressado, apanhado em falta, se ressentiu, deu as costas… fugiu.

    Gostar

Este é um blogue de fruição do texto. De partilha. De crítica construtiva. Nessa linha tudo será aceite. A má disposição e a predisposição para destruir, por favor, deixe do lado de fora da porta.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s