Mails para a minha Irmã

"Era uma vez um jovem vigoroso, com a alma espantada todos os dias com cada dia."

Short Stories – Equívoco

4 comentários

???????????????????????????????

Short Stories – Equívoco

Era um tipo decidido. Resoluto. Sabia bem o que queria da vida e raramente olhava para trás. Era um cavaleiro andante, um destes homens que não para em lado nenhum porque está em todo o lado. Um conhecedor. E, sem ser belo, era charmoso. As suas palavras tinham o dom de comandar e o poder de seduzir.

Um dia atravessou um oceano e dois continentes e conheceu uma menina meiga e tímida, de poucas palavras e muitos e calorosos beijos, uma menina de satisfazer-lhe os caprichos na cama, de rir-se com ele, de cuidar de si, de andar consigo de um lado para o outro como uma sombra apaixonada. Ela nunca soube, porque ele não o permitiu, manteve sempre a pose e a atitude da personagem que tinha construído, mas ele apaixonou-se. O desejo incendiou-lhe o peito, semeou-lhe a dúvida na mente e assustou-o.

Saíu. Atravessou os continentes e o oceano em sentido contrário.

Estava longe dela, já, onde os dias começam ao contrário e os rios correm noutra direção, quando a viu na rua. Ali, onde seria impossível que estivesse. Estava agachada, dando um nó aos atacadores no sapato de uma criança e ele olhou-a enquanto passava e o seu pescoço foi-se virando para trás até que deu meia volta e ficou a dois passos dela, a olhá-la como que a certificar-se de que era mesmo ela. A rapariga pressentiu a sombra dele e olhou para cima:

– Desculpe, em que posso ajudá-lo?
– Nada, nada. Eu é que peço desculpa. Confundi-a com outra pessoa.

À medida que se afastava, o homem das palavras certas lutava contra as lágrimas e as suas próprias convicções.

jpv

Advertisements

Autor: mailsparaaminhairma

Desenho ilusões com palavras. Sinto com palavras. Expresso com palavras. Escrevo. Sempre. O resto, ou é amor, ou é a vida a consumir-me! Há tão poucas coisas que valem a pena um momento de vida. Há tão poucas coisas por que morrer. Algumas pessoas. Outras tantas paixões. Umas quantas ilusões. E a escrita. Sempre as palavras... jpvideira https://mailsparaaminhairma.wordpress.com

4 thoughts on “Short Stories – Equívoco

  1. Como sempre, um ótimo texto! As vezes a pose tem seus motivos, é melhor ficar sozinho que magoar o outro… porém se manter alheio a tudo não ajuda em nada também. Me senti parte deste homem com seus conflitos.

    Liked by 1 person

    • Olá Bruna. Obrigado por suas palavras! Sim, sua análise é perfeita. Acontece que a vida é feita de tensões e o segredo para encontrar a paz interior reside, julgo eu, no equilíbrio com que se gerem essas tensões. Em todo o caso, tudo tem um preço e uma consequência. Esse personagem está pagando o seu preço, vivendo as consequências das suas opções. Beijinhos. jpv

      Gostar

  2. Quando deixamos que a pose tome conta da nossa vida, quanto perderemos sem saber?

    Gostar

Este é um blogue de fruição do texto. De partilha. De crítica construtiva. Nessa linha tudo será aceite. A má disposição e a predisposição para destruir, por favor, deixe do lado de fora da porta.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s